Total de visualizações de página

domingo, 31 de julho de 2011

CARUARUENSE DE XADREZ RÁPIDO











Aconteceu, hoje, em Caruaru-PE, a 4ª Etapa do Campeonato Caruaruense de Xadrez Rápido que contou com a participação dos melhores enxadristas de Caruaru. No Geral, foi um bom torneio, visto que até a última rodada, não se sabia quem seria o campeão.
Fiquei muito feliz em ver que a prática do xadrez em Caruaru está aumentando e aproveito a oportunidade para elogiar Cidclei que está organizando tudo praticamente sozinho. Parabéns!!


A classificação final foi a seguinte:

Place Name                    Feder Rtg Loc  Score M-Buch. Buch. Berg. Progr. Wins

1   Sérgio Jovelino,                   1815    4.5      10.0  16.0 14.75   14.0  4
2    Cidclei de Oliveira,              1843    3.5       8.5  14.5  9.25   10.0    3
3    Ricardo Magalhães,            1828    3.5       7.5  12.5  7.25   13.0    3
4    Wiliam Oliveira,                   1800    3.5       7.0  12.5  6.75    9.5    3
5    Niceas Arcoverde,               1851    3         8.5  14.5  7.00   11.0    3
6    Caio Ricardo,                       1811    3         6.5  10.5  5.50    9.0    3
7    Hugo César,                         1792    3         6.0  12.0  4.00    6.0    2
8    Adilson Lucena,                   1800    2.5       9.0  15.0  5.50    8.5    2
9     Carlos Andrade,                  1773    2.5       6.5  10.5  5.25    8.0    2
10   Rafael Rodrigo,                   1843    2.5       6.5  10.5  4.75    5.5    2
11   José Antônio blindado,        1725    2         8.0  13.0  2.00    7.0    1
12   Marcos Carerra,                  1785    2         7.5  12.0  3.00    5.0    1
13   João Rodrigues,                  1806    2         6.5  10.5  2.00    4.0    2
14   Fellipe Henrique,                 1807    1         9.0  14.5  2.50    5.0    1
15   Josivaldo Bernardo,            1794    1         7.5  13.0  0.00    2.0     0

PERSONALIDADES DO XADREZ PERNAMBUCANO

Carlos Bruno Gomes de Almeida, rating 1.925, residente em Paulista-PE, Carlos Bruno, assim como eu, é um apaixonado pelo xadrez e teve a sorte de viver uma das melhores fases do xadrez Pernambucano, que foi a época em que os amantes desse esporte frequentavam a Livro 7 no bairro da Boa Vista em Recife e a Academia de Xadrez do nosso MF Marcos Asfora, espaços que, infelizmente, já não existem mais nos dias de hoje.

sábado, 30 de julho de 2011

PRÓXIMOS EVENTOS DE XADREZ NO NORDESTE

ACONTECERÁ AMANHÃ (31.07.2011, ÀS 13:00h) NA AABB DE CARUARU-PE A 4ª ETAPA DO CARUARUENSE DE XADREZ RÁPIDO.


Sistema suíço, 21 min. ko! –
Em 5 ou 6 rodadas
Desempate:
1.     M-Buch;
2.     Buch;
3.     Berg;
4.     Progressivo;

Premiação:
Em todos os torneios 1/3 do valor arrecadado com as inscrições será destinado ao vencedor, 1/3 será dividido na proporção de 2 para 1 entre o segundo colocado e o terceiro e 1/3 fica para a academia.

* Todos os jogadores deverão levar peças e relógios de xadrez.

Obs: Lembramos que na terceira etapa nós encerramos as inscrições às 13:25 h e começamos a primeira rodada exatamente às 13:30 h. Os jogadores que chegaram após as 13:30 h não jogaram, ou seja, se você não estiver no salão de jogos até as 13:25 h não jogará, não adianta ligar dizendo que vai chegar atrasado, não jogará.

Lembramos a todos que o torneio será aberto a qualquer pessoa, independente de ser de Caruaru.

Maiores informações acesse:  www.academiacaruaruensedexadrez.blogspot.com

PARAÍBA
III CAMPEONATO PARAIBANO ABSOLUTO
           Sob a direção do jornalista Fernando Mello, ocorre entre os dias 5, 6 e 7 de agosto o III Campeonato Paraibano Absoluto. O torneio é aberto à participação de qualquer enxadrista do país, mas o melhor paraibano recebe o título de Campeão Paraibano 2011 e ganha uma vaga na semifinal do Brasileiro. Serão 6 rodadas pelo sistema suíço de emparceiramento. A arbitragem estará aos cuidados do AF Igor Máximo Macedo, auxiliado pelos AR Klebber Dias e Ivanilson Pereira. O torneio acontecerá no Litoral hotel, onde também se encontra as melhores condições de hospedagem. Maiores informações, basta passar um email para o Fernando Mello: reinodecaissa@gmail.com.

RIO GRANDE DO NORTE
ABERTO DO BRASIL - XADREZ POTIGUAR
           Entre os dias 19 e 21 de agosto de 2011, acontecerá em Natal/RN o Torneio Aberto do Brasil - Xadrez Potiguar. O evento distribuirá R$ 4.000,00 em premiação, além de classificar um jogador para a fase semifinal do Brasileiro e para a etapa de Natal do Circuito Internacional da CBX. Serão jogadas 6 rodadas pelo sistema suíço de emparceiramento. Devido à proximidade com o pessoal da "Confederação do Equador" (RN, PE, PB, CE) há boa expectativa de público para esse evento. O organizador, Máximo Igor, aguarda o seu contato para mais informações, pelo email contato@xadrezpotiguar.com.br ou por telefone: (84) 3086 53 31 ou (84) 8725 62 32 ou ainda (84) 9921 40 27.
 

COLUNA: DICAS DO JOVELINO - A PROGRESSÃO

Minha foto

Dica número 9: A progressão no treinamento


            Assim que o cérebro se adapta a uma nova onda de treinamento, é necessário uma nova sobrecarga para você continuar se desenvolvendo. Aqui é necessário aumentar também o tempo dedicado a cada parte do treino; especialmente onde você tenha mais necessidade (tática, finais, aberturas!?).
            De uma maneira geral recomendo que o mesmo tempo dedicado ao Estudo seja também dedicado à Prática! Ou seja, se estuda duas horas por dia, deveria jogar também duas horas!
Uma dica importante, mesmo que você tenha horas e mais horas de tempo livre para dedicar exclusivamente ao estudo e prática do xadrez, aconselho aos iniciantes não “ir com muita sede ao pote”! No primeiro mês faça apenas uma hora de treino diário. No segundo mês amplie para duas horas (sempre respeitando a pausa de 15 minutos)... Muitos GMs treinam até 8 horas diárias! Porém o excelente treinador russo Shereshevsky afirma que metade deste tempo já é o suficiente (nada de “overtraining”). O Rafael também afirma que não é necessário tantas e tantas horas diárias... é melhor treinar TODOS os dias por algum tempo (por exemplo 1 hora) do que ficar 6 dias sem fazer nada e depois querer ficar 24 horas do domingo treinando...

quinta-feira, 28 de julho de 2011

LEMBRANDO O PASSADO DO XADREZ PERNAMBUCANO


Que saudades da Academia Recifense de Xadrez, onde, nas terças e quintas feiras, jogadores de várias cidades da Região Metropolitana de Recife se encontravam para disputarem partidas referentes aos torneios realizados pelo Henrique Bezerra, presidente da ARX.
Por lá, apareciam: o grande Erastro Trajano, Benone Lopes, Carlos Bruno, Werner, Eduardo Mascarenhas, o saudoso Eugênio Serve, os ainda crianças Yago Santiago, Alesson França, Vinícius Tiné e muitos outros amigos.
Termino esta matéria com um velho ditado popular: “A gente só dar valor depois que perde”.

terça-feira, 26 de julho de 2011

CIRCUITO DE XADREZ RÁPIDO JOVELINO - CAPIVARA (2ª ETAPA – CARUARU/PE)

Uma parceria que está dando certo!!!
     Para quem não sabe ainda, o Circuito Jovelino-Capivara é constituído de quatro etapas classificatórias e uma etapa final.
     Em cada etapa se classificam dois atletas para a grande final que será realizada no final do ano (novembro ou dezembro de 2011) com uma premiação diferenciada.
Na primeira etapa realizada em 03 de julho de 2011, os classificados foram Roberto Lino de Garanhuns e Rafael Rodrigo de Caruaru, e os suplentes desta etapa foram Carlos Capivara de Água Preta e Paulo Jorge de Garanhuns. 

     Mais uma vez eu agradeço a presença de todos os 46 participantes que jogaram a 1ª etapa e aproveito a oportunidade para convida-los a participarem da 2ª etapa deste que está sendo um dos maiores acontecimentos do xadrez de Pernambuco no ano de 2011.

Seguem as informações:


DATA DO EVENTO: 14 de agosto de 2011


LOCAL: AABB DE CARUARU – ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL - LOCALIZADA NO BAIRRO MAURÍCIO DE NASSAU, PRÓXIMA À ASCES (ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE DE ENSINO SUPERIOR).

HORÁRIO DE INÍCIO: 9h
1ª RODADA ÀS 9h:30min
TEMPO DE JOGO 21min
FORMA DE DISPUTA: SISTEMA SUIÇO EM 6 ou 7 RODADAS

VALOR DA INSCRIÇÃO: R$ 10,00 (DEZ REAIS)

PREMIAÇÃO:
1º LUGAR 150,OO
2º LUGAR 100,OO
3º LUGAR 50,OO

OBS: É de extrema importância que os atletas se apresentem munidos de peças e relógios de xadrez.
      

COLUNA- DICAS DO JOVELINO - VARIABILIDADE

Minha foto
Dica número 8: Variabilidade nos treinamentos.

           Devemos variar o treinamento sempre para que o nosso cérebro continue recebendo os estímulos necessários para o desenvolvimento. As variações podem ser as mais diversas, como já citadas anteriormente: ritmo de jogo (5x5; 15x15; 30x30; 60x60; 90x90; com acréscimo “Fischer”; com “delay-Bronstein”; etc); teoria diversificada (tática; abertura; final; partidas comentadas; estratégia; etc); material diverso: livros; programas para jogar; programas para estudar; etc. Outro ponto chave: nosso cérebro precisa de estímulos diferentes para melhorar na sua amplitude global. Por exemplo: faça outra coisa desafiante! Já fez aulas de desenho? Que tal estudar violino? Aprender um novo idioma? Tocar piano?
Dizem que aprender um novo idioma é uma ótima ferramenta para o desenvolvimento cerebral. Tente!

Até a próxima pessoal.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

PARABÉNS AOS PERNAMBUCANOS FÁBIO PIRES E RAMYRES COELHO!



        O Blogdojovelino e toda a comunidade enxadrística de Pernambuco parabeniza todos os pernambucanos que participaram do Aberto do Brasil de Juazeiro do Norte, em especial a Ramyres Coelho (11ª colocada) e Fábio Pires (vice-campeão do evento)

Esperamos vê-los no campeonato pernambucano de 2011 que será realizado em Garanhuns.

Continuem assim !!!


CONHECENDO OS CAMPEÕES PERNAMBUCANOS DE XADREZ DO PASSADO











Você conhece essa fera?    
Lembra o Alekhine da foto abaixo não?

Mas é o José Ribamar Neves, pernambucano de Recife, campeão pernambucano de xadrez absoluto de 1999. Ele é, sem dúvidas, uma das figuras mais representativas do xadrez de Pernambuco, tendo em vista seu carisma e paixão pelo jogo, porém, infelizmente, encontra-se afastado das competições. Para Riba, como é chamado no meio enxadrístico, Bobby Fischer foi o jogador que mais o inspirou a praticar o jogo dos reis. Vale salientar que além do título de campeão pernambucano, também fazem parte do seu curriculum os títulos estaduais de xadrez relâmpago (1997 e 1998) e xadrez postal (por cartas) em 2001 e 2004. Particularmente para mim, é sempre bom encontrá-lo nos torneios e nos encontros semanais na Doçaria dalena, pois o Riba sempre faz seus comentários sobre partidas e personalidades do mundo enxadrístico, bem como não perde a oportunidade de fazer sua perguntinha clássica: “quem foi melhor? Fischer ou Kasparov?” A resposta nem sempre é a que ele queria ouvir, mas, com certeza, o importante para Riba são os comentários e analises que cada um faz para fundamentar a resposta da referida pergunta.

domingo, 24 de julho de 2011

II Memorial Icleiber Calife - Resultados e Classificação Final

            
  
6ª Rodada
Zé Roberto 0 x 1 Vinicius Tiné
Marcos Asfora 1 x 0 Sérgio Jovelino
Marcelo Bouwman ½ x ½ Henrique Araújo
Roberto Calheiros ½ x ½ Benone Lopes 
7ª Rodada
Benone Lopes ½ x ½  Zé Roberto
Vinicius Tiné ½ x ½ Marcelo Bouwman
Sérgio Jovelino 1 x 0 Roberto Calheiros
Henrique Araújo 0 x 1 Marcos Asfora

           O Mestre Fide Vinícius Tiné sagrou-se campeão do II Memorial Icleiber Calife com a pontuação de 5,5 pontos em 7 possíveis demonstrando a ótima fase na qual se encontra. Marcelo Bouwman e o MF Marco Asfora dividiram a segunda colocação com 4,5 pontos. A classificação final foi a seguinte:

1. Vinícius Tiné 5,5
2. Marcelo Bouwman 4,5 (15)
3. Marco Asfora 4,5 (14,75)
4. Benone Lopes 3,5
5. José Roberto 3 (9,75)
6. Henrique Araújo 3 (8,5)
7. Roberto Calheiros 2 (7,75)
8. Sérgio Jovelino 2 (5)






sábado, 23 de julho de 2011

Resultados das 4ª e 5ª Rodadas do Memorial Icleiber Calife












4ª Rodada
Marcos Asfora ½ x ½ Roberto Calheiros
Marcelo Bouwman ½ x ½ Benone Lopes
Vinícius Tiné 1 x 0 Sérgio Jovelino
Zé Roberto ½ x ½ Henrique Araújo

5ª Rodada
Roberto Calheiros ½ x ½ Zé Roberto
Sérgio Jovelino 0 x 1 Marcelo Bouwman
Henrique Araújo 0 x 1 Vinícius Tiné
Benone Lopes ½ x ½ Marcos Asfora

Classificação Parcial

Vinicius Tiné 4.0
Marcelo Bouwman 3.5
Zé Roberto 2.5
Marcos Asfora 2.5
Benone Lopes 2.5
Henrique Araújo 2.5
Roberto Calheiros 1.5
Sérgio Jovelino 1.0

2º Memorial Icleiber Calife.


2ª rodada

Marcelo Bouwman 1 x 0 Marcos Asfora
Henrique Araújo ½  x ½ Benone Lopes
José Roberto ½  x ½ Sérgio Jovelino
Vinicius Tiné 1 x 0 Roberto Calheiros

3ª rodada

Roberto Calheiros ½ x ½ Marcelo Bouwman
Sérgio Jovelino ½ x ½ Henrique Araújo
Marcos Asfora ½ x ½ Zé Roberto
Benone Lopes 0 x 1 Vinícius Tiné

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Torneio de Xadrez Rápido

Local: TRT (Recife Antigo)
Inscrições gratuitas
Prêmios: Troféus e medalhas e um relógio digital DGT 2010 para o campeão!
Nº de rodadas: 5 ou 6
Tempo de jogo 15min

OBS: Os participantes deverão trazer tabuleiro, relógio e peças, e se inscrever, das 8:30
às 8:50h, limitado a 40 participantes, por ordem de chegada.

2º Memorial Icleiber Calife.

 










Teve início ontem à noite o 2º Memorial Icleiber Calife.
Os resultados foram os seguintes:

Marcelo Bouwman ½ x ½ Zé Roberto
Marcos Asfora ½ x ½ Vinicius Tiné
Benone Lopes 1 x 0 Sérgio Jovelino
Roberto Calheiros 0 x 1 Henrique Araújo   

quarta-feira, 20 de julho de 2011

PARQUE 13 DE MAIO - RECIFE/PE











É com muita tristeza que escrevo esta matéria sobre o Parque 13 de Maio, pois esse espaço está completamente abandonado pelos enxadristas de Recife.
A verdade é que depois da morte do enxadrista Lobão, uma das figuras lendárias do xadrez pernambucano, o espaço do Parque 13 de Maio reservado ao xadrez deixou definitivamente de ser freqüentado pelos enxadristas locais. Lembro-me da época em que freqüentava aquele templo do xadrez e lá sempre apareciam personalidades do xadrez pernambucano como Bouwman, Benone, Carlos Capivara, José Wilson, Luís Lima, Yago, o fanático Flávio Henrique e muitos outros; jogávamos durante o dia, à noite, com sol, com chuva e, por muitas vezes, os Guardas Municipais tinham que nos colocar, literalmente, para fora, pois só assim parávamos de jogar.
A foto acima, tirada durante a realização de um torneio relâmpago, mostra como aquele local era freqüentado. É uma pena que isso não ocorra mais. 

COLUNA - DICAS DO JOVELINO

Minha foto
Dica número 7: A sobrecarga no treinamento.

      Em qualquer esporte é necessário variações e sobrecargas para que você progrida. O princípio da sobrecarga é um dos mais antigos na Educação Física e pode ser aplicado ao xadrez! Uma velha lenda conta que um jovem gladiador queria se impor sobre os demais lutadores no Coliseum. Então foi instruído a carregar todos os dias sobre os ombros, por cerca de 100 metros, um bezerro. Acontece que, com o passar dos meses e anos, o bezerro foi se transformando num novilho até chegar a um pesado touro. E o gladiador continuava a carregá-lo! Ou seja, seus músculos foram se adaptando a nova sobrecarga e ficando cada vez mais fortes.
      No xadrez não basta estudar sempre a mesma coisa, deve-se sempre aumentar a carga, que poderia ser representada aqui por novos desafios, problemas mais complexos, exercícios cada vez mais difíceis. Eu mesmo quando comecei a enfrentar os programas Fritz e Chessmaster o fiz pelo nível mais baixo (rating 1.580 e 1.200 respectivamente), atualmente enfrento o Shredder com rating em 2.300 e o Chessmaster10 com 2.600.
      Existem muitos programas de treinamento baseados em níveis de dificuldades. Só para citar alguns de táticas, temos o Chessimo (o antigo Personal Chess Trainer do GM Milos), e o Tactics For Beginners e CT-Art da Convekta. O ideal é que dá para começar dos mais fáceis e ir gradualmente subindo de nível até os mais difíceis (esta é uma importante recomendação do GM Rafael [Leitão]). Os livros devem ser utilizados sob a mesma ótica. Não adianta nada eu passar para um aluno de rating 1.200 um livro de Estratégia Superior do Dvoretsky!.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

SÓ FALTAM TRÊS DIAS PARA O INÍCIO DO 2º TORNEIO ICLEIBER CALIFE!!

Olá pessoal!

Para quem não conhece o homenageado do 2º torneio Ecleiber Calife, que será realizado nos dias 21, 22, 23 e 24 de julho, passo a descrevê-lo por meio das palavras de MARCELO WANDERLEY BOUMAN, o qual discorreu da seguinte forma na abertura do 1º torneio Ecleyber Calife realizado em 2009:

"Gostaria de fazer uma dupla reverência nesta oportunidade: ao xadrez e ao nobre amigo Icleiber Calife Batista, falecido precocemente, em junho de 2007.

“O tempo foge inexorável”, já nos alertou Vírgilio, há quase dois mil anos. No xadrez como na vida, aproveitar melhor nosso tempo é um aprendizado precioso. Comparei, há quase uma década, o xadrez à corrida de velocidade para destacar dois momentos diferentes na vida. O primeiro é o momento da aquisição de habilidades e desenvolvimento de aptidões. Assim, com talento e trabalho, forma-se um bom corredor. Mas a corrida da vida não é de 100, 400, 800 metros. Nem se trata de uma maratona, onde a resistência vai sendo minada gradativamente. Está mais próxima de uma corrida de revezamento. Logo, uma nova tarefa precisa ser exercitada: passar o bastão para o outro corredor. Neste segundo momento, é preciso olhar para o outro; transferir aquilo que foi guardado com todo cuidado para as mãos do próximo; sair do centro da cena; confiar e torcer. Há mestres na arte de correr, mas que ainda não se iniciaram nesta nobre arte de passar o bastão. É preciso semear o saber e a experiência acumulada nos campos ainda verdes da juventude. O tempo passa e a sucessão de gerações é a lei. E, talvez, o xadrez seja o jogo que mais privilegia o encontro entre as gerações.

Lembro com nostalgia das partidas disputadas com Dr.Luiz Tavares e Eduardo Asfora, para mencionar dois mestres do xadrez pernambucano. Também foi assim que, ainda adolescente, conheci Icleiber. O xadrez foi o primeiro elo compondo a sólida corrente de nossa amizade.Vale destacar a sua abertura para o novo, o seu relacionamento privilegiado com os jovens, fundamentado no respeito profundo pela pessoa humana, no cultivo da franqueza e transparência na comunicação e na participação afetiva incondicional na vida de seus amigos. Antes de mim, Roberto Antunes e Flávio Daher fizeram parte de sua família e estudaram sistematicamente os volumes de Roberto Grau, em reuniões sempre animadas.

Icleiber era médico, psiquiatra e psicanalista. Tinha muitos interesses, sendo os principais: o xadrez e a literatura. Membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (SOBRAMES), publicou, meses antes de sua morte, um livro de contos muito prestigiado. Foi por três vezes Presidente da Federação Pernambucana de Xadrez e era um autêntico amante do xadrez. Destaco, nesta ocasião, duas características singulares no seu contato com o xadrez: o senso de humor e o sentido da amizade. Estudioso da alma humana e sensível aos fatores extra-tabuleiro, Icleiber sempre tinha uma boa história para contar, com humor natural e contagiante. Foram realizados vários torneios da amizade no aconchego de sua casa no Espinheiro. Era um bom pretexto para encontros e conversas sobre assuntos os mais variados entre amigos de várias épocas”.

Para concluir, estamos reunidos hoje aqui, os amigos, os familiares e a comunidade enxadrística para a abertura de dois torneios, um deles valendo norma de mestre internacional, fato inaugural no nosso estado. Tenho convicção que Icleiber Calife estaria aqui entre nós, celebrando este importante acontecimento. Cultivar a sua memória é manter acesa a chama da amizade no xadrez e honrar o lema da FIDE: “gens una sumus”(“somos uma família”).



COLUNA - DICAS DO JOVELINO

Olá pessoal!

As dicas a partir de agora serão sobre o xadrez prático e não mais sobre treinamento. Espero que gostem.

Dica número 6: A importância dos bispos na defesa de casas debilitadas.
Peço ao leitor que veja a partida abaixo e observe que, ao realizar o movimento 20 e 22, o jogador das brancas contraria um dos princípios elementares do xadrez “não se desfaça do bispo do fiancheto se você fez o roque para este lado, pois assim você estará enfraquecendo as casas abandonadas por ele e seu rei poderá sofrer um ataque irresistível, porém se você for forçado a trocá-lo, não distancie a dama do seu roque, pois ela é uma peça muito importante na defesa de seu rei”.
Vejamos a partida:
1.Cf3 Cf6 2.c4 b6 3.d4 e6 4.g3 Ba6 5.b3 Bb4 + 6.Bd2 Be7 7.Bg2 c6 8.Bc3 d5 9.Ce5 Cfd7 10. C x d7 C x d7 11. Cd2 0-0 12.0-0 b5 13. c5 e5 14. b4 e4 15. e3 Dc7 16. Te1 Bg5 17. a4 bxa4 18.Txa4  Bb5 19.Ta3 Cf6 20.Bf1 a6 21. Da1.Tab8 22.Bxb5 axb5 23. Ta7 Dc8 24.Da6 De6 25.Ta1 h5 26.Tc7 h4 27. Txc6 Df5 28.Da2 Cg4 29.Cf1 Df3 30.h3 Cxe3 31. fxe3 Bxe3+ 32.Rh2 Bf2 33. gxh4 e3   0-1
O jogador das brancas iniciou, com o lance 20 Bf1, um desastroso plano de se desfazer de seu bispo do fiancheto para dominar uma coluna (coluna a) por onde levará sua dama para bem longe do rei desprotegido. A conseqüência é óbvia: o ataque é elementar e o castigo é imediato.
Obs: O jogador das brancas era nada mais nada menos que Ruslan Ponomariov que, para quem não sabe, é um ex-campeão mundial de xadrez!

Até a próxima pessoal!!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

LEMBRANDO O PASSADO DO XADREZ PERNAMBUCANO













Inaugurando nossa nova coluna !
Antony Karpov vs Marcos Asfora decidindo o Campeonato Mundial de xadrez em 1975 (devido à desistência de Bobby Fischer).
Brincadeirinha. É apenas uma foto do Asfora com o Karpov quando este último veio visitar o Brasil.

NOVA COLUNA!

Olá pessoal!
Gostaria de criar uma nova coluna, porém isso dependerá de vocês!
A idéia é a seguinte:
O nome da nova coluna será LEMBRANDO O PASSADO DO XADREZ PERNAMBUCANO. Para iniciarmos, precisarei que vocês mandem FOTOS antigas de eventos, tais como torneios, simultâneas e reuniões, em fim, tudo o que se referir ao xadrez pernambucano.

O endereço para envio é sergiodestruidordegms@gmail.com

quarta-feira, 13 de julho de 2011

PARTICIPANTES DO II MEMORIAL ICLEIBER CALIFE - 2011

        Começa dia 21 deste mês o II Memorial Icleiber Calife. Participarão desta edição os seguintes jogadores: Vinícius Tiné, Marcos Asfora, Marcelo Bouwman, Roberto Calheiros, José Roberto Araújo, Henrique Araújo, Sérgio Murilo e Sérgio Jovelino.
     

terça-feira, 12 de julho de 2011

EFEITO DOMINÓ NO XADREZ DE PERNAMBUCO!

              Já que os grandes organizadores de torneios não dão o ar de sua graça, os próprios jogadores pernambucanos estão tentando movimentar o xadrez em nosso Estado. Neste ano, já foram realizados o Nordestão pelo MF Marcos Asfora, e o Carlos Capivara em parceria com Sérgio Jovelino criaram o circuito de xadrez Jovelino-Capiva. Agora foi a vez de Marcelo Bouwman em parceria com o mesmo Asfora e Vinícius Tiné anunciarem a realização do II Memorial Icleiber Calife 2011. Esse evento se realizará no Clube Português do Recife, no período de 21 a 24 deste mês de julho, valendo rating FIDE e CBX.

Grande iniciativa essa dos jogadores, afinal de contas, nós somos os principais interessados!!!

CONHECENDO OS CAMPEÕES PERNAMBUCANOS DE XADREZ DO PASSADO


Roberto Calheiros de Miranda Júnior
Nascido em 27 de novembro de 1979), enxadrista detentor dos títulos de Campeão Pernambucano Absoluto e Campeão da Semi-final do Brasileiro Absoluto de Xadrez, obtidos em 2004 e 2007, respectivamente. Foi por três vezes finalista do Campeonato Nacional, em 2004, 2005 e 2007. Ocupa atualmente a posição número 4 no ranking pernambucano de xadrez com o rating de 2.225 pontos.
Calheiros aprendeu a jogar xadrez aos dezesseis anos de idade, relativamente tarde, ao assistir as partidas realizadas na Livraria Sete de Setembro, em Recife. Entretanto, veio a dedicar-se seriamente ao xadrez e, no ano de 1996, sagrou-se campeão pernambucano juvenil de xadrez em torneio realizado no colégio Real da Torre. Os Grandes Mestres que mais o influenciaram em sua carreira e estilo de jogo foram Capablanca, Tal, Robert Fischer, Morphy e Kasparov. As obras-primas da literatura enxadrística que considera como determinantes em sua carreira são Ajedrez de Torneo, de Bronstein, Tratado General de Ajedrez, de Roberto Grau, e Meus Grandes Predecessores, de Garry Kasparov.
Foi vice-presidente da Federação Pernambucana de Xadrez (FPEX) de 2003 a 2007, criador do site da FPEX, e realizador de grandes eventos na história do xadrez brasileiro, como o Aberto do Shopping Guararapes (2003), semi-final do Brasileiro Absoluto (2004) em Água Preta (PE) e Abertos de Xadrez da Chesf I e II, com mais de vinte e cinco mil reais em prêmios. Foi professor de xadrez do Colégio Santa Maria, em Recife.
Calheiros possui formação plena em Administração pela Faculdade Européia de Administração de Marketing.

Revista sobre xadrez

Calheiros é o autor da Revista Xadrez! Edições 1ª a 18ª e Xadrez Escolar Módulos I e II, 2007, e da Coleção de Xadrez Escolar de 1ª a 8ª Série - 2008, 812 páginas, totalizando dez livros publicados sobre a temática do xadrez. É editor-chefe e sócio-gerente da Loja Virtual Revista Xadrez!

“O xadrez foi meu guia na vida, através dele fiz amigos, conheci o mundo e pude explorar minha capacidade como empreendedor e autodidata, mas, mais do que isso, pude ajudar centenas de crianças a aprender a maravilhosa arte do xadrez, pelo qual me sinto realizado”.  Roberto Calheiros

segunda-feira, 11 de julho de 2011

COLUNA - DICAS DO JOVELINO


Dica número 5: Você não deve ser adepto do treinamento confortável.

Bem, se estudar aberturas apenas decorando os lances, sem compreender como afetam a partida como um todo e antes de conhecer os aspectos básicos do xadrez, como tática, finais e estratégia é o melhor que alguém pode fazer para estacionar sua evolução, ser adepto do treinamento confortável fica certamente em segundo lugar no ranking.
       Se você parar para pensar um pouco, vai constatar um fato muito óbvio e simples: o conforto é algo muito bom, mas quando estamos falando das coisas que realmente nos fazem crescer, ele é o grande vilão da história. De maneira nenhuma estou querendo ser polêmico; vou me explicar melhor com alguns exemplos cotidianos.

      Quando queremos entrar na universidade, deixamos o conforto de lado para encarar o vestibular. É muito mais confortável ir à praia nos fins de semana. Economizar uma grana pra comprar um carro também entra na lista das coisas difíceis de fazer. Quer sair com aquela mulher que realmente vale a pena? Não tem jeito. Tem que encarar o frio na barriga, o desconforto, fazer coisas que não estamos acostumados a fazer. Ou seja: se queremos crescer em qualquer área da vida ou conquistar algo importante, temos que sair da nossa zona de conforto.

      Imagine que a sua zona de conforto é tudo aquilo que você está acostumado a fazer. Sair desta zona é extremamente difícil e complicado, como acordar uma hora mais cedo todos os dias, por exemplo. Mas o que acontece quando você insiste e sai dela assim mesmo? As coisas novas, desafiadoras e desconfortáveis passarão, com o tempo, a ser comuns e confortáveis. E o que acontece com a sua zona de conforto? Isso mesmo: ela aumenta! E quanto mais aumenta sua zona de conforto, mais as tarefas que antes eram dificílimas vão se tornando simples e cotidianas!

      O conceito de zona de conforto é muito importante para qualquer área da vida, principalmente na administração, e me deparei com o termo pela primeira vez ao ler "Transformando Suor em Ouro", do Bernardinho. É um ótimo livro também para enxadristas, e vai muito bem recomendado!

     Assim, esse conceito torna-se muito importante para uma evolução consistente no xadrez. Ser adepto do treinamento confortável é muito prejudicial porque você acaba fazendo sempre as mesmas coisas, sempre do mesmo jeito! Não há como esperar um resultado diferente da estagnação. Certa vez, Albert Einstein disse algo que ilustra muito bem o que estou dizendo: “Fazendo a mesma coisa dia após dia, não há de se esperar resultados diferentes”. E ainda: “Loucura é querer resultados diferentes fazendo tudo exatamente igual”!

E o que é confortável no xadrez que deve ser evitado?

       a) Jogar ping sem objetivo. Jogar partidas relâmpago só é um treinamento eficaz quando é usado como treino de concentração, e só se consegue isso jogando contra aquele cara que é mais forte do que você. Ficar horas na internet jogando ping apenas pra passar o tempo no seu site favorito não vai fazer seu xadrez melhorar, não mesmo!

b) Jogar contra oponentes mais fracos ou do mesmo nível. Isso mesmo: se quer realmente evoluir, tem que jogar contra gente mais forte que você! Isso vai lhe render muitas derrotas, mas o aprendizado será valioso. Como disse Capablanca: “Tive muitas vitórias, mas em nenhuma delas aprendi tanto quanto na maioria de minhas derrotas”. Pense nisso.

       c) Estudar suas vitórias. É muito bom passar algum tempo analisando sua vitória com um amigo, mas o que vai fazer você aprender de verdade é a análise minuciosa de suas derrotas. Ame-as! Esquadrinhe-as! Procure entender todos os detalhes; repasse-a várias vezes até entender o que realmente aconteceu. Você vai se surpreender quando descobrir que a maioria delas tem um padrão comum, ou seja, você perde a maioria de suas partidas por causa de uma única deficiência comum. Concentre-se em sanar essa deficiência e melhore seu jogo!

       Bem, essas três coisas são as mais comuns que as pessoas fazem para se manterem em suas zonas de conforto. Mas zona de conforto, creio que você já percebeu, é um conceito bem individual. Portanto, observe criteriosamente suas atividades diárias e procure sair da sua, pois o autoconhecimento é uma das bases para o sucesso.

Termino essa dica com uma frase do Dadai Lama, para meditação. Creio que combina com o tema.

"Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada ação que você executa permite que essa decisão se torne efetiva dentro de seu coração."